7/23/2014

Argentina entrega a la Comisión Nacional de la Verdad documentos sobre desaparecidos brasileros

A Comissão Nacional da Verdade recebeu esta semana da Comissão pela Memória da Província de Buenos Aires (CPM) e publica a partir de hoje o relatório "Víctimas del Terrorismo de Estado", que reúne documentos encontrados no Arquivo da Divisão de Inteligência da Polícia da Província de Buenos Aires. A nova documentação traz informações sobre as circunstâncias da prisão e desaparecimento de onze cidadãos brasileiros na Argentina.

O conjunto de documentos inclui também informações do Estado Argentino sobre seis argentinos presos e desaparecidos no Brasil e sobre mais outros seis casos de graves violações de direitos humanos envolvendo a colaboração de organismos da repressão de ambos os países. A documentação inclui ainda acervo sobre o monitoramento sofrido pelo ex-presidente João Goulart em solo argentino.

A documentação entregue e que passa a ser divulgada a partir de hoje no site da CNV atende solicitação feita pela Comissão Nacional da Verdade durante a missão realizada pela Comissão ao país vizinho em abril de 2013. 

Durante a missão na Argentina, o secretário-executivo da CNV, André Saboia, reuniu-se com o presidente da CPM, Hugo Cañon, e com a diretora de pesquisa Sandra Raggio. Na reunião, foi definida a pauta de trabalho para a elaboração do relatório.

Os casos de brasileiros sequestrados e desaparecidos na Argentina presentes no relatório são os de Edmur Péricles Camargo; David Chab-Tarab; Francisco Tenório Cerqueira Júnior, o Tenorinho; João Batista Rita; Joaquim Pires Cerveira; Jorge Alberto Basso; Maria Regina Marcondes Pinto; Roberto Rascado Rodriguez; Sergio Fernando Tula Silberberg; Sidney Fix Marques dos Santos e Walter Kenneth Nelson Fleury.

Os casos de argentinos presos e desaparecidos no Brasil são os de Antonio Luciano Pregoni, Horacio Domingo Campiglia, Jorge Oscar Adur, Lorenzo Ismael Viñas, Norberto Habbeger e Susana Pinus de Binstock.

Os outros casos de graves violações de direitos humanos listados são os desaparecimentos de Ary Cabrera Prates e Marcos Arocena, cidadãos uruguaios filhos de pais brasileiros, assim como os casos dos brasileiros Daniel José de Carvalho, Joel José de Carvalho e do argentino José Lavecchia, desaparecidos em julho de 1974, próximo à fronteira da Argentina, no Parque Nacional de Foz do Iguaçu.

Documento de Estado argentino, "Víctimas del terrorismo de Estado. Informe de la Comisión Provincial por la Memoria (Argentina) para la Comisión Nacional de la Verdad de Brasil" (Versión en españól).

No hay comentarios:

Publicar un comentario